O Programa em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social conta com bolsas de estudo de Mestrado e Doutorado disponibilizadas pela CAPES e pelo CNPq, cujo critério de distribuição é definido pela comissão de bolsas do EICOS.

A quantidade de Bolsas ofertadas e o número de discentes contemplados são informados anualmente após a conclusão do processo seletivo e a desincompatibilização das bolsas que haviam sido atribuídas a discentes concluintes.

Informações passadas em setembro de 2019 pelo Ministério da Educação à CAPES dão conta de que não serão mais repassadas bolsas de alunos concluintes a alunos admitidos em programas com avaliação 4 (caso do EICOS). Com relação às bolsas do CNPq não há informações, mas supõe-se que jaja cortes em 2020. A Pró-reitoria de pesquisa e graduados da UFRJ estuda medidas para tentar enfrentar a situação atual. Somente em início de 2020 poderemos dar informações sobre bolsas para os novos discentes.

Relatórios exigidos das e dos bolsistas

Os discentes bolsistas devem submeter, obrigatória e regularmente, duas vezes ao ano, seus relatórios de bolsa. As datas máximas são os dias 31 de agosto (parcial) e 28 de fevereiro (final). O documento com as regras para concessão de bolsas e o procedimento de avaliação deve ser acessado AQUI.

O relatório dos discentes bolsistas e as avaliações destes feitas pelos docentes devem ser submetidos através de formulários a serem preenchidos online.

Passo a passo:
– Chequem as regras e o procedimento de avaliação nos documentos abaixo (“Exemplo de…”- ATENÇÃO: há um para discentes e outro para docentes);
– Nesses documentos vocês verão que é preciso preparar as respostas em um documento word antes de passá-las para a Plataforma Google. Não é possível preencher os formulários aos poucos. Por isso, é necessário estar de posse de todas as respostas antes de entrar no sistema.
– Depois de preparar suas respostas em um documento word, é só copiá-las e colá-las no formulário Google. Para acessá-lo, é só copiar os links que levam à Plataforma Google que estão inscritos nos documentos abaixo e colá-los no seu navegador para acessar os formulários de relatórios e pareceres.
– ATENÇÃO: há um para discentes (formulário para preenchimento do relatório de bolsistas) e outro para docentes(formulário para preenchimento do parecer a respeito de bolsistas).

DISCENTES

Exemplo de modelo de formulário dos relatórios dos bolsistas para consulta prévia

Arquivo Excel “Nome_Completo_Discente_REALIZACOES_Ano-semestre.xlsx” para baixar, completar e entregar com todo resto da doumentação (ver necessidade de anexar esse documento preenchido, no documento acima)

DOCENTES

Exemplo de modelo de formulário das avaliações dos docentes para consulta prévia

AMBOS DISCENTES E DOCENTES

1. Para acessar o sistema, dote-se de uma conta Google Mail (obrigatório).

2. Leia as instruções nesse documento.

Legislação

Para saber se você pode se candidatar a uma bolsa de estudos do Programa, informe-se sobre os critérios e visite o site da CAPES. Abaixo, o trecho relativo aos critérios para concessão de bolsas do Regulamento do Programa de Demanda Social da CAPES:

Art. 8º. Exigir-se-á do pós-graduando, para concessão de bolsa de estudos:
I – dedicação integral às atividades do programa de pós-graduação;
II – quando possuir vínculo empregatício, estar liberado das atividades profissionais sem percepção de vencimentos;
III – comprovar desempenho acadêmico satisfatório, consoante as normas definidas pela instituição promotora do curso;
IV – não possuir qualquer relação de trabalho com a instituição promotora do programa de Pós-Graduação;
V – realizar estágio de docência de acordo com o estabelecido no artigo 17º deste regulamento;
VI – não acumular a percepção da bolsa com qualquer modalidade de auxílio ou bolsa de outro programa da CAPES, ou de outra agência de fomento pública nacional;
VII – não ser aluno em programa de residência médica;
VIII – não se encontrar aposentado ou em situação equiparada;
IX – carecer, quando da concessão da bolsa, do exercício laboral por tempo não inferior a vinte anos ou vinte e quatro anos para obter aposentadoria voluntária, conforme concorra à bolsa de doutorado ou mestrado, respectivamente;
X – ser classificado no processo seletivo especialmente instaurado pela Instituição de Ensino Superior em que se realiza o curso.
1º Poderá ser admitido como bolsista, o pós-graduando que perceba remuneração bruta inferior ao valor da bolsa, decorrente de vínculo funcional na área de educação ou saúde coletiva, desde que liberado integralmente da atividade profissional, e esteja cursando a pós-graduação nas respectivas áreas.
2º A inobservância pela IES dos requisitos deste artigo acarretará a imediata interrupção dos repasses e a restituição a CAPES dos recursos aplicados irregularmente, bem como a retirada da quota de bolsa utilizada irregularmente.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.